De ausência em ausência, de vácuo em vácuo

De ausência em ausência, de vácuo em vácuo
De ausência em ausência, de vácuo em vácuo, a gente vai deixando de sentir falta, de querer e de se importar.